quarta-feira, 3 de abril de 2019

SAMU de Brejo está desativado temporariamente e põe em risco as vidas brejenses que precisem do serviço de urgência

Da série “descaso sem fim”, mais uma lamentável situação de descaso com a saúde pública do município de Brejo da Madre de Deus, no Agreste pernambucano vem a público.

A situação piora a cada vez mais, e agora com a terrível notícia que o SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) está desativado temporariamente, pode-se dizer que o descaso da saúde no município está muito longe de acabar.

O vereador Junior de Miguelão trouxe à tona esse caso na tribuna da câmara de vereadores nesta segunda-feira (01), quando sentiu na pele a sensação de desespero quando seu pai Miguelão sofreu um AVC na última sexta-feira (29) e precisou do SAMU, mas foi informado que o serviço estava desativado temporariamente.

Em casos como o do senhor Miguelão ou outros com caráter de urgência, alguns minutos de atraso podem resultar na vida ou morte do cidadão, por falta do serviço de urgência. No caso de Miguelão, foi enviada uma ambulância da UPA, mas sem os cuidados e equipamentos que uma ambulância do SAMU fornece.

Ainda de acordo com o vereador Júnior, a equipe que veio socorrer o senhor Miguelão agiu aguerridamente e com muita atenção, que mesmo sem as condições de trabalho necessárias conseguiram realizar o trabalho bem.

“Fica aqui a minha indignação e o meu repúdio a gestão pública, ao secretário de saúde, por tamanha falta de respeito pela aos Brejenses. Eu senti na pele, não é nada bom”. Disse o vereador Júnior de Miguelão.
Entramos em contato com o assessor do secretário de saúde DO MUNICÍPIO Frailan Mota, e o mesmo nos informou que o SAMU foi levado para manutenção. Frailan mostrou sua infelicidade pelo fato da oficina não poder realizar o serviço de forma rápida por causa da demanda, e afirmou que estará ficando pronto hoje (quarta-feira 03).

Do Estação Notícias por Allyson Mesquita

Nenhum comentário:

Postar um comentário