sexta-feira, 30 de novembro de 2018

Flávio Diniz articula com oposição e é eleito presidente da Câmara de Brejo da Madre de Deus

Flávio e Damião rompem com prefeito Hilário e são eleitos presidente e vice

Uma reviravolta na Câmara de Vereadores de Brejo da Madre de Deus marcou a eleição da mesa diretora, nesta sexta-feira (30). Flávio Diniz (PCdoB, foto acima) foi eleito presidente e Damião Aguiar (PTB), vice. A chapa teve 8 votos e quatro abstenções. Um vereador faltou.

Tanto Flávio quanto Damião foram eleitos em 2016 no palanque do prefeito Hilário Paulo (PSD). Desta vez, eles compuseram com a bancada de oposição e determinaram a formação da mesa diretora para o biênio 2019/2020. A chapa contou ainda com os vereadores Robertinho Asfora (PSB) primeiro secretário) e Avecino Lima (PR) segundo secretário.

Até pouco antes da eleição, Flávio Diniz era o líder da bancada de situação na Câmara. Após garantir a vitória, ele afirmou que ‘por três oportunidades abriu mão da vaga de presidente, para Hilário, Maria José e Manoel Bento’.
Flávio Diniz renunciou a liderança do governo na câmara assim que começou a reunião

“Nada mais justo, nesse momento estar usando a tribuna como presidente. Muito me entristece quando amigos, vereadores, Laelson, Maria José, Manoel Bento, Silvano se abstenham de uma votação na qual eu sou presidente”, falou e complementou “Quero dizer aos nobres e imprensa que eu nem sou situação, nem oposição. Eu sou o povo. Nessa hora que o povo tá precisando não posso virar as costas. Não posso ser conivente com os problemas”, se referindo à gestão Hilário Paulo.

Durante a noite de ontem e a manhã desta sexta-feira, muitas reuniões foram articuladas nos bastidores até chegar ao resultado final com a eleição do novo presidente sendo registrada chapa única.
Robertinho, Val Lima, Avecino Lima e Jobson Barros

“Momento importante na política de Brejo, para entrar para história. A oposição se unindo para libertar Brejo de um governo que vem capengando”, destacou Jobson Barros, novo líder da oposição.

“O meu lado é o lado do povo. Não adianta tá bom pra mim e ruim para o povo. Hoje é uma demonstração que o povo merece respeito. O governo de Hilário é fadado ao fracasso e não tem mais jeito. Só tem uma panelinha que bate palma e que tá recebendo sem trabalhar. Flávio Diniz criou coragem, não é fácil”, disse Bolão, dizendo que a oposição está organizada.

Em tom ameno, Laelson se absteve e parabenizou Flávio dizendo que esperava votar nele, mas como situação.


“Vence na política quem tem mais habilidade para articular, conversar, dialogar e assim aconteceu”, disse Laelson do Sindicato, que fica no cargo de presidente até o dia 31 de dezembro.

Júnior de Miguelão, Damião Aguiar, Flávio Diniz e Bolão

A vereadora Maria José também se absteve. Ela disse que queria Flávio como presidente no grupo de situação.

A vereadora fez um desabafo, afirmando que defendeu Flávio em conflitos internos e que, até o dia anterior, estava numa formação de chapa com Flávio no grupo governista.
“Ontem tinha você como candidato na nossa base e hoje não tenho mais. Mas, isso é da política, é da vida”, completou.

Outro que se absteve da votação foi o vereador Silvano.

“Espero que em 2020 não sofra as consequências nas urnas”, disse para o presidente eleito.
Foi grande a movimentação na Casa José Cupertino de Souza

Veja como votou cada vereador

Favorável – Avecino Lima, Flávio Diniz, Damião Aguiar, Jobson Barros, Júnior de Miguelão, Val Lima, Robertinho Asfora e Bolão.

Abstenções – Laelson do Sindicato, Maria José, Manoel Bento, Silvano
Ausência – Professor Marconi.

Histórico

Flávio Diniz foi eleito em 2016 com 657 votos e conseguiu a última das 13 cadeiras. Já Damião (ligado ao vice-prefeito Josevaldo) se elegeu com 844 votos, ficando na 10° posição, na oportunidade.

Do Estação Notícias / Ney Lima

Nenhum comentário:

Postar um comentário