segunda-feira, 26 de novembro de 2018

Descaso total: Ônibus escolar quebra de novo e alunos voltam a pé de Fazenda Nova para o sítio Catolé

Os estudantes tiveram que caminhar mais de 9 km para voltar pra casa

O velho ônibus escolar que transporta os alunos do distrito Mandaçaia e região para a escola no distrito Fazenda Nova, anda quebrando de palmo em palmo. Devido a quebradeira e consequentemente o sofrimento, alguns alunos já batizaram o veículo de “ônibus do inferno”.

O descaso com o transporte escolar daquela região é tanto, que na manhã desta segunda-feira (26), o ônibus quebrou de novo assim que chegou em Fazenda Nova. Os alunos tiveram que seguir a pé até a escola, sem saber como voltariam para casa.
O ônibus quebrou assim que chegou em Fazenda Nova

Vários estudantes entraram em contato com a redação do Blog Estação Notícias e relataram que após as aulas, já por volta das 12h, procuraram o motorista que teria informado que o ônibus continuava com problemas no motor. Ainda de acordo com informações do alunos, alguns pais foram buscar os filhos de carro e de moto própria, e poucos alunos tiveram a oportunidade de pegar carona, sendo que para retornar para casa vários alunos tiveram que caminhar entre 9 a 12 km (dependendo da localidade), chegando em casa por volta das 14h40min.
A tampa do compartimento do motor aberta com a caixa de ferramentas no chão

Os jovens tiveram que caminhar sozinhos todo trecho, com fome, com sede, e correndo riscos de acidente, de assalto e também de um mal maior.

Uma dona de casa do sítio Catolé registrou o momento em que os alunos caminhavam pela estrada rumo a suas residências.

É revoltante ver uma situação como essa, em que alunos tiveram mais uma vez o seu direito de transporte público para estudar violado.
Os alunos foram a pé para a escola Epaminondas Mendonça

Fica claro que a prefeitura não toma nenhuma providência para resolver esses ocorridos que vem atormentando os alunos frequentemente. São ônibus sucateados que apresentam problemas praticamente toda semana e que nunca são definitivamente resolvidos, atrapalhando os estudos dos alunos.

Diante deste caos, é necessário perguntar: o que anda fazendo o vice-prefeito do município Josevaldo Aguiar e o vereador Damião Aguiar em um momento como esse? Lembramos que os dois são representantes de Mandaçaia e região, porém, estão permitindo que os estudantes que moram em seus redutos eleitorais sofram nas mãos da péssima administração do prefeito Hilário Paulo.
Momento em que os alunos chegaram no sítio Catolé, quase as 15h

Será que os estudantes continuarão vivendo neste “inferno” e ninguém faz nada por eles? Até quando os problemas no transporte público irão “judiar” do nosso povo? Será que realmente é necessário esperar que alguma tragédia aconteça para que os governantes acordem e façam o óbvio?

Com descasos e desmandos a população brejense está revoltada e cansada!

Do Estação Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário