sábado, 30 de junho de 2018

Pressionado, Governo de PE cancela apresentação de peça com Jesus Trans no FIG

O Governo do Estado de Pernambuco decidiu cancelar a apresentação da peça O Evangelho Segundo Jesus, Rainha do Céu, na Mostra de Teatro Alternativa do Festival de Inverno de Garanhuns () de 2018. Diante das polêmicas geradas em relação à presença da montagem na grade do festival, a gestão decidiu pelo seu cancelamento.

Ao ser anunciada como uma das atrações desta edição do FIG, a peça encenada pela atriz transgênero Renata Carvalho, gerou polêmica. O prefeito da cidade de Garanhuns, Izaías Régis, afirmou que se mobilizaria junto a entidades religiosas locais para não ceder o Centro Cultural de Garanhuns para a apresentação da montagem. Em entrevista a uma rádio, ele declarou: "Nós somos uma cidade cristã, (a peça) é uma coisa que atinge o cristianismo, que atinge às pessoas, atinge a religião".

O secretário de cultura do Estado, Marcelino Granja, chegou a garantir que nada impediria a realização do espetáculo. Em entrevista exclusiva ao LeiaJá, Granja afirmou que o prefeito Régis estaria "usando a questão religiosa para fazer oposição política ao governo" e que cancelar a peça seria um ato de censura. Porém, neste sábado (30), a Secretaria de Cultura voltou atrás e optou pelo cancelamento da apresentação.

Por meio de uma nota, o órgão informou que esta escolha foi feita "diante da polêmica causada e da possibilidade de prejuízos das parcerias estratégicas e nobres que viabilizam" o festival.

Confira a nota na íntegra:

O Governo do Estado de Pernambuco, por meio da Secretaria de Cultura e da Fundarpe, decidiu cancelar a apresentação "O Evangelho Segundo Jesus, Rainha do Céu"  da Mostra de Teatro Alternativa do Festival de Inverno de Garanhuns de 2018, diante da polêmica causada pela atração e da possibilidade de prejuízos das parcerias estratégicas e nobres que o viabilizam. O Festival de Inverno de Garanhuns foi criado para unir e divulgar nossas expressões culturais e não para dividir e estimular a cultura do ódio e do preconceito. O Governo de Pernambuco também repudia todas tentativas de exploração eleitoreira feitas do episódio.

Secretaria de Cultura do Estado de Pernambuco.

Do Estação Notícias / LeiaJá

Nenhum comentário:

Postar um comentário