segunda-feira, 16 de abril de 2018

Em Santa Cruz do Capibaribe comerciante fecha estabelecimento após sofrer 12 assaltos. “Fechei porque não aguento mais” – desabafa comerciante

Além dos assaltos, estabelecimento já foi arrombado duas vezes

Na manhã desta segunda-feira (16) a equipe do blog conversou com o comerciante Edvaldo Gomes de Souza (48 anos), conhecido por Val do Mercadinho, em Santa Cruz do Capibaribe.

O comerciante, que reside no bairro Bela Vista, teve seu estabelecimento assaltado, pela 12ª vez, na noite do último domingo (15).

De acordo a esposa do comerciante, Maria das Graças,  um casal chegou de moto e anunciou o assalto, onde foram levados dinheiro, celular e também diversos perfumes que lá são comercializados por ela. O comerciante falou das ameaças que sofreu juntamente com a mulher.

“O assaltante chegou e eu disse: ‘Rapaz, não faça isso. Eu já não tenho quase nada. Olhe aí para você ver’ e ele disse ‘Você tá pensando que eu sou otário?! Eu quero o dinheiro ou mato ela’. Ele levou o apurado e também um pouquinho que tinha guardado dentro de casa. Não sei mais o que fazer, não aguentamos mais” – desabafou.
A esposa também falou sobre a ação dos criminosos.

“Esse foi o pior assalto. Eles colocaram a arma na cabeça dele e pediu todo o apurado. Ainda levaram mercadorias e um monte de perfumes” – frisou.

O comerciante já teve essa grande quantidade de assaltos destacada no blog em duas ocasiões. A primeira foi em julho de 2016, quando já eram contabilizados 10 assaltos. A segunda foi em 25 de julho de 2017, no 11º crime contra seu.

Inconformado, colocou uma placa na manhã desta segunda (16), na porta do estabelecimento, anunciando que encerraria de vez as atividades.

“Fechei porque não aguento mais tanto assalto” – diz a placa.
Do Estação Notícias  / Ney Lima

Nenhum comentário:

Postar um comentário