domingo, 11 de fevereiro de 2018

Após ter tido forte discussão, mulher foi encontrada morta e despida dentro de sua residência em Caruaru

A Polícia Militar foi acionada na tarde do sábado (10) para ir até a Rua Edvaldo Florêncio, por trás do Colégio Josélia Florêncio, no bairro São João da Escócia em Caruaru, pois a informação que chegou a PM foi de um caso de feminicídio, que uma mulher teria sido assassinada pelo ex-companheiro, após os dois terem tido uma forte discussão.

O policiamento acionou o Samu e foi ao local, lá chegando, os socorristas do Samu constataram que a vítima, Adenilza Maria de Moura, de 49 anos, estava morta no sofá e estava despida, mas verificaram que não havia nenhum sinal aparente de violência. O perito do Instituto de Criminalística (IC) constatou também essa ausência de evidências. O ex-marido de Adenilza, Marcos Aurélio da Silva, se evadiu antes da chegada da PM.
O delegado da DEAH (Divisão Especial de Apuração de Homicídios), Dr. Sérgio Moura, acompanhou a perícia e disse que por enquanto não tem como determinar se a vítima foi assassinada ou se teve um mal súbito, inclusive não descartou a hipótese de ter sido morta por esganadura ou até mesmo pelo auxílio de algum produto químico. Em relação ao fato da vítima está despida o delegado falou que ela pode ter tido uma reconciliação com o ex-marido e que não havia sinais de violência sexual.

A causa da morte só será revelada após a conclusão do laudo do IML.
Do Estação Notícias / Adielson Galvão

Nenhum comentário:

Postar um comentário