quinta-feira, 26 de outubro de 2017

Rebanhos voltam a crescer em Pernambuco

Após enfrentar seis anos consecutivos de seca, os pecuaristas de Pernambuco comemoram o início da recuperação dos rebanhos depois da temporada de chuvas registradas este ano, que contribuíram para a formação de pastos e enchimento dos açudes.

Em consequência da melhoria das condições climáticas, o rebanho de bovinos voltou a crescer e passou de 1.6 milhão de cabeças no ano passado para 1,8 milhão este ano. A produção de leite subiu de 1,5 milhão de litros/dia para 1,8 milhão. Já o rebanho de caprinos cresceu de 2,6 milhões para 2,7 milhões de cabeças e o de ovinos passou de 2,7 milhão para 2,8 milhões de animais.

Esses resultados estão deixando o presidente da Sociedade Nordestina dos Criadores (SNC), Emanuel Rocha, muito otimista em relação a 76ª Exposição Nordestina de Animais e Produtos Derivados, que acontecerá de 4 a 12 de novembro, reunindo pecuaristas de vários estados do País.

Realizado pela SNC, em parceria com a Secretaria de Agricultura de Pernambuco, o evento deve reunir mais de 4 mil animais entre bovinos, equinos, caprinos, ovinos e suínos, além de animais de pequeno porte. A estimativa é de que sejam realizados negócios da ordem de R$ 30 milhões e de que, no Parque de Exposições do Cordeiro, no Recife, circulem cerca de 200 mil pessoas.

Diante a conjuntura favorável, o presidente da Sociedade Nordestina dos Criadores, Emanuel Rocha, está convidando os pecuaristas de Pernambuco e do Nordeste a participarem da 76ª Exposição Nordestina de Animais. Esperamos fazer uma grande exposição com uma maciça participação dos criadores”, afirmou.

Este ano, os bovinos que participarem dos julgamentos estarão concorrendo a uma premiação de R$ 60 mil e os caprinos e ovinos disputarão prêmios no valor total de R$ 30 mil.

Do Estação Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário