segunda-feira, 14 de dezembro de 2015

Exército está de volta a Brejo da Madre de Deus e Jataúba. Secretária brejense diz que houve erro de comunicação entre a Secretaria de Saúde Estado e o Comando do Exército

Exército retornou na manhã desta segunda (14)

Na da semana passada, mais precisamente na terça-feira (08), militares do Exército brasileiro chegaram a Brejo da Madre de Deus e a cidade vizinha Jataúba para auxiliarem no combate ao mosquito Aedes Aegypti, mas na quinta-feira (10), as tropas foram retiradas das cidades e a Secretaria de Saúde do Estado, através de uma nota, deu explicações alegando que os municípios não tinham cumprido com a contrapartida, ou seja, no que se refere à alimentação, estadia e combustível por exemplo.

Já na manhã desta segunda-feira (14) o Exército voltou para estas cidades no Agreste pernambucano e está novamente auxiliando os agentes de endemias no combate ao mosquito.

Diante desse “vai e volta”, procuramos saber da secretária de Saúde do Brejo da Madre de Deus, Vanessa Cordeiro, os motivos que levaram a retirada das tropas, e o porquê do retorno imediato. A secretária concedeu entrevista o blogueiro Atahanderson Mesquita, que entrou ao vivo no programa do Igor Maciel, “Além da Notícia” pela Rádio Jornal de Caruaru.
Secretária de Saúde Vanessa Cordeiro concedendo entrevista ao Blog Estação Notícias e ao Programa Além da Notícia da Rádio Jornal Caruaru

“Na sexta-feira conversei com o pessoal da Secretaria de Saúde do Estado e eles me repassaram que houve um erro de comunicação. Quando o exército chegou ao Comando em Garanhuns, o Comandante passou as informações corretas de que o município estava auxiliando, dando toda a assistência que eles precisavam. No sábado pela manhã recebi a ligação do Tenente de que eles estariam retornando na manhã de hoje para o Brejo da Madre de Deus. Foi mais um erro de comunicação entre o Governo do Estado e o Comando do Exército, foi esse erro que fez com que o Exército voltasse”, disse a Secretária.

Questionada se tinha conhecimento de onde teria partido esta informação de que o município não tinha cumprido com a sua parte, a Secretária falou que não sabe de onde e nem quem partiu.

“Essa informação de que foi por falta de alguma assistência do município, eu não sei de quem, e nem de onde partiu, mas sei que do Exército não foi, por que o Tenente fez um relatório para o Comando de Garanhuns, e neste relatório ele relata que foi muito bem assistido pelo município”, finalizou a secretária.

O Exército deve permanecer no município até a sexta-feira (18), caso seja necessário prolongar o tempo de permanência, eles serão comunicados e devem receber o aval do Comando de Garanhuns.

Do Estação Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário