sexta-feira, 23 de outubro de 2015

Costureira é atacada por vários cães quando estava indo para a policlínica no centro do Brejo da Madre de Deus

A mulher teve ferimentos causados pelas mordidas e arranhões. Nessa foto vemos a mordida nas costas da vítima. 

Vários cães soltos na rua atacaram uma mulher quando a mesma estava indo para a policlínica do Brejo da Madre de Deus para marcar uma consulta médica. O ataque ocorreu na Avenida Cleto Campelo, próximo à casa do senhor Zé Nunes, na subida para a prefeitura.

De acordo com informações da vítima, a costureira Ivonete Cristiane da Silva Souza, 33 anos, residente no Bairro Marajás, era por volta das 5hs da manhã desta sexta-feira (23) quando foi surpreendida por vários cachorros “grandes e ferozes”. Ela foi mordida nas pernas, no braço e nas costas.

 “Quando eu comecei a subir a ladeira um cachorro veio pela frente e os outros atacaram por trás, eu cai e eles começaram a me morder. Fui mordida nas pernas, no braço direito, nas costas e fiquei bastante arranhada. A única coisa que consegui fazer foi proteger o rosto e gritar pedindo socorro”, contou a vítima.   
A perna ficou bastante machucada

Dois senhores que passavam próximo ouviram os gritos da mulher e correram para espantar os animais e socorrer a vítima.

“Eram vários cachorros, eles estavam bravos demais, não sei por que tanta fúria. A minha sorte foi que dois homens chegaram e espantaram os cachorros, se eles não chegam logo acho que eles tinham me matado. Um senhor me levou para o hospital onde recebi os primeiros socorros e fui encaminhada para a policlínica e lá tomei as vacinas e fui liberada”, contou.

Ivonete disse que ouviu vários relatos de que pelo menos outras três pessoas também teriam sido atacadas. Ela também pede providências.

“Quando cheguei na policlínica as pessoas se assustaram quando viram minha situação, e várias pessoas comentaram que recentemente um idoso foi atacado pelos cães na Rua Dr. José Nery na esquina da Geomar Presentes, uma moça foi atacada quando fazia caminhada próximo ao sítio estrago e um rapaz que passava de moto próximo a policlínica foi mordido na perna quando passava de moto. Gostaria que alguém tomasse alguma providência para que outras pessoas não sofram o que sofri, foi horrível”, concluiu Ivonete.
Ferimentos no braço
Do Estação Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário