segunda-feira, 3 de novembro de 2014

CineSesi Cultural leva cinema de graça para população brejense

O centro histórico da cidade ficou lotado

Pela segunda vez o Brejo da Madre de Deus recebeu o projeto CineSesi Cultural, que busca incentivar a reabertura ou abertura das salas de projeção nas cidades do interior.
As exibições aconteceram nos dias 31 de outubro e 1 e 2 de novembro, ao ar livre no largo da Praça Bom Conselho onde foi instalada uma tela gigante que levou a magia do cinema para milhares de pessoas.

De acordo com a produção, durante os três dias de exibição cerca de 5 mil pessoas prestigiaram o evento  e assistiram de graça os filmes: Cine Holiliúde,  A busca e A Era do Gelo 4.

O público foi maior no domingo (02) e o filme “Brejo Tropical e as Aventuras de Ai Ai", produzido por jovens brejenses que participaram da Oficina de Cinema de Animação em julho deste ano, ainda na administração Roberto Asfora, foi exibido para a multidão que lotou a Praça Bom Conselho.

“Acho esse projeto excelente, muitos tiveram pela primeira vez a oportunidade de conhecer o cinema e assistir um filme, e sem pagar nada”, falou Edmundo Andrade.

“Foi muito bom e deu muita gente, para mim foi uma grande novidade” contou o costureiro Nando.
Equipe da Oficina de Cinema de Animação recebeu o diploma de participação

Filho do cantor paraibano Amazan, Luan revela no programa Esquenta que nasceu em Brejo da Madre de Deus

Luan nascem em Brejo da Madre de Deus e foi adotado aos dois dias de vida
Em sua participação no programa Esquenta apresentado por Regina Casé na Rede Globo de Televisão neste domingo (2), o cantor Luan, da banda de forró paraibana Luan e Forró Estilizado surpreendeu a todos quando contou a sua história de vida.

Luan disse que nasceu em Brejo da Madre de Deus - PE, e com dois dias de vida foi adotado por Lúcia, irmã de Amazan, pois seus pais biológicos não tinham condições de criá-lo.

Perguntado por Regina Casé se conhece sua mãe biológica, o cantor e músico respondeu que sim e que ela atualmente mora em Santa Cruz do Capibaribe.
Emocionou todo Brasil com sua história
A história de superação de Luan foi ainda mais emocionante quando aos 9 anos de idade, Lúcia (sua mãe adotiva) se separou do marido e foi morar com um policial que a matou em um dia 23 de junho (vésperas de São João). A partir dai o seu tio Amazan, adotou e registrou como filho.

“Foi muito forte quando perdi minha mãe Lúcia, agradeço a Deus demais e ao meu pai Amazan, tenho orgulho de dizer que sou filho dele, por ele ter me ensinado a ser um cabra certo, nunca se envolver com nada errado”, disse Luan.

Amazan foi quem ensinou Luan a tocar sanfona e a música Asa Branca foi a primeira que Luan aprendeu a tocar, no momento em que começou a toca-la no Esquenta, Amazan entrou no palco sem que Luan percebesse e cantaram juntos e emocionaram mais ainda a plateia e os telespectadores.

“Se eu tivesse que nascer de novo, queria ser o Amazan, se tivesse que ter filhos, queria ter oito, e entres eles, o Luan”, falou Amazan.
Amazan e Luan cantaram juntos Asa Branca no Esquenta
Luan mora em Campina Grande na Paraíba e faz grande sucesso em todo Brasil. Muito desse sucesso se deve a sua participação no reality show Superstar da TV Globo, Luan e Forro Estilizado foi um dos finalistas do programa e ficou em 3º lugar de um total de 35 bandas participantes.

Para conferir a emocionante história de vida de Luan, clique no link abaixo: 


Do Estação Notícias 

Contas da Prefeitura de Palmares são bloqueadas por não pagar servidores

Aposentados, pensionistas e alguns ativos estão sem receber há dois meses.
Débito somariam mais de R$ 2 milhões, segundo representante do Sinsempal.
Quase todas as contas da Prefeitura de Palmares foram bloqueadas após ações movidas pelo Ministério Público de Pernambuco (MPPE), devido ao atraso de dois meses no pagamento a 700 pessoas, entre aposentados, pensionistas e alguns ativos. O débito da folha de pagamento seria de mais de R$ 2 milhões, segundo José Lúcio Passos, presidente do Sindicato dos Servidores Municipais dos Palmares (Sinsempal).

O objetivo do bloqueio é garantir o direito do servidor de receber todos os benefícios. “Nós tivemos notícias de que ontem a prefeitura entrou com um requerimento no sentido de desbloquear as contas, alegando que iria pagar. O sindicato tem sido atento a esta questão e vamos, se possível, procurar o Tribunal de Justiça porque, com certeza, a prefeitura deve entrar com um novo agravo nesta ação tentando desbloquear. Elas só foram desbloqueadas apenas nos valores referentes à folha dos aposentados, somente isto. As demais contas estão bloqueadas”, reforça o advogado Emanuel Silveira, do Sinsempal.