sexta-feira, 15 de março de 2019

Polícia investiga suposto golpe contra alunos da Unifavip/Wyden de Caruaru

A Polícia Civil vai investigar um suposto golpe sofrido por alunos da Unifavip/Wyden de Caruaru, no Agreste de Pernambuco. Os suspeitos seriam alunos e até funcionários da instituição de ensino.

De acordo com o delegado Thiago Henrique, que ficará responsável pelo caso, as vítimas relataram que um grupo de alunos do curso de Direito formaram um suposto clube que oferecia descontos de 20% na mensalidade da faculdade. Os integrantes do suposto esquema abordavam os alunos por telefone ou até dentro da faculdade.
Alunos prestaram queixa na Delegacia de Plantão

"Seduzidos por essa ideia, eles passavam a mensalidade [para os integrantes do esquema] e eles em tese acertavam o pagamento com o desconto para a faculdade", explicou o delegado. De acordo com Thiago Henrique, uma empresa teria sido criada pelo clube para realizar o golpe. A regularidade da empresa será investigada.

O delegado afirmou que existe a suspeita de participação de funcionários da faculdade no esquema, já que no portal acadêmico utilizado pela instituição de ensino constava que os valores tinham sido quitados. Isto fez com que os alunos tivessem confiança no clube e continuassem participando.

Ainda segundo o delegado, as vítimas relataram que quando a faculdade começou a cruzar os dados do sistema com os da tesouraria, descobriu um rombo e procurou os estudantes para cobrar os valores.

Ainda não é possível precisar qual o valor do prejuízo para os alunos e para a faculdade, mas a estimativa é de que o rombo seja milionário, uma vez que dezenas de estudantes teriam sido vítimas e existem mensalidades com valor acima de R$ 1 mil. Alguns alunos ouvidos pela TV Jornal Interior informaram que tiveram prejuízos de mais de R$ 3 mil.

A partir de segunda-feira (18), a delegacia começará a ouvir pessoas para o inquérito. Três alunos de Direito e um funcionário suspeitos de envolvimento no golpe já foram identificados. O reitor da faculdade também será ouvido na delegacia.

Como o golpe teria sido contra alunos de diversos cursos que foram abordados por várias pessoas diferentes, a delegacia planeja organizá-los em grupos para que eles registrem boletins de ocorrência individuais. Na sequência, a polícia abrirá um inquérito matriz para apurar o caso.

Por meio de nota, o Centro Universitário Unifavip/Wyden informou que também foi prejudicado pelo caso e que desconhece o referido clube de descontos para alunos. A instituição abriu um procedimento interno para a apuração do caso e resolução do tema. A faculdade colocou-se à disposição para quaisquer dúvidas e afirmou que a instituição tem uma Ouvidoria e um núcleo de atendimento ao aluno e financeiro para orientar e esclarecer os estudantes.

Do Estação Notícias / NE10

Nenhum comentário:

Postar um comentário