sexta-feira, 15 de março de 2019

Câmara de Vereadores aprova abertura de CPI para investigar os transportes da prefeitura do Brejo da Madre de Deus

Também foi instaurada uma Comissão Processante, onde os vereadores irão analisar se cabe ou não a cassação do mandato do prefeito Hilário Paulo

As irregularidades encontradas pelo Tribunal de Contas de Pernambuco em contrato de licitação entre a prefeitura do Brejo da Madre de Deus e a Empresa Nunes & Nunes Transportes e Locações LTDA, deixaram os vereadores de oposição abismados. Os trabalhos da Câmara de Vereadores ficaram ainda mais intensos na manhã desta quinta-feira (14).

Na reunião foi aprovada a abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar os transportes da prefeitura e também foi instaurada uma Comissão Processante, que visa enquadrar o prefeito no crime de irresponsabilidade pública, por não ter respondido adequadamente aos pedidos de informações feitos pela câmara.

A CPI entrou em discussão e votação, sendo aprovada por 8 votos a favor e 4 contra (a vereadora Maria José faltou). Os vereadores de oposição pediram vista, porém, não foram atendidos, sendo eles alertados pelo presidente Flávio Diniz de que a CPI tem o caráter de urgência e no momento não caberia pedido de vista.
A reunião foi suspensa por 15 min. Os vereadores da base do governo abandonaram a sessão.

Na continuidade dos trabalhos foi formada uma Comissão Processante, que em sorteio, foram escolhidos o vereador Avecino Lima como presidente, Jobson Barros como relator e Val Lima como membro.
Vereadores que irão atuar na Comissão Processante: Val Lima (membro), Avecino Lima (presidente) e Jobson Barros (relator) 

Após o término da reunião, o presidente Flávio Diniz seguiu com os tramites legais e burocráticos, com a publicação do ato no Diário Oficial da Associação Municipalista de Pernambuco (AMUPE).

A Câmara de Vereadores agora vai analisar se cabe ou não a cassação do mandato do prefeito Hilário Paulo.

Do Estação Notícias por Atahanderson Mesquita

Nenhum comentário:

Postar um comentário