quarta-feira, 27 de fevereiro de 2019

Câmara afasta prefeito de Palmares e abre processo de impeachment

O vice-prefeito, Agenaldo Lessa (PPS), será empossado nesta quarta-feira

Na noite dessa terça-feira (26), a Câmara de Vereadores de Palmares, por unanimidade, decidiu afastar o prefeito Altair Junior (MDB) do cargo por 90 dias.

Além do afastamento do gestor, a Casa criou uma comissão para analisar um processo de impeachment contra o emedebista. Além do chefe do executivo, o Secretário de Finanças Dgerson Melo também teve o afastamento aprovado. 

Na plenária realizada, foram lidos um relatório em que diz que Altair Junior teria ignorado os pedidos para apresentação dos documentos solicitados pela Comissão Parlamentar de Inquérito, instaurada em outubro de 2018, com o objetivo de apurar supostas irregularidades no pagamento de empréstimos consignados da prefeitura.

Logo após a decisão do afastamento, que deverá durar 90 dias, foi criada uma comissão de investigação composta por três vereadores: Toinho Enfermeiro (PSDC), como presidente, Josias Pereira (PRP), relator e Regis do Gago (PDT). O trio terá o mesmo prazo para apresentar uma decisão referente as denúncias. 

Segundo o vereador Josias, a cerimônia de posse do vice-prefeito, Agenaldo Lessa (PPS) aconteceu nesta quarta (27) as 9h.

Até o momento, o prefeito Altair Junior não apresentou nenhuma resposta sobre a investigação.

Do Estação Notícias / JC Online

Nenhum comentário:

Postar um comentário