terça-feira, 18 de dezembro de 2018

Comércio de Santa Cruz do Capibaribe prejudicado com falta de bancos

Até as compras no Moda Center estão sendo afetadas (confira o vídeo)

Os moradores de Santa Cruz do Capibaribe, no Agreste de Pernambuco, estão se sentindo prejudicadas por causa do funcionamento parcial de agências bancárias no município.
Este ano, o Banco do Brasil foi alvo de criminosos no dia 12 de abril deste ano e a outra, no dia 19 de outubro. Na porta da agência, um comunicado avisa que saques, atendimentos e depósitos estão temporariamente suspensos.

A Caixa Econômica Federal também foi atacada no dia 12 de abril e em 31 de julho. O atendimento na instituição bancária também é limitado.

O impacto é sentido principalmente neste período de feiras e compras de fim de ano. O empresário Hugo Sérgio é um dos prejudicados. "O pessoal não tem como fazer a retirada de dinheiro, às vezes tem que ir para outra cidade, e isso atrapalha um pouco o fluxo do comércio", lamentou.

Sem os bancos, os clientes precisam recorrer a caixas eletrônicos e casas lotéricas, mas a depender do movimento, o dinheiro acaba rapidamente. A paraibana Ednalva Fabrícia já deixou de comprar em quantidade no Moda Center porque não tinha como sacar dinheiro. "Eu mesma já fui assaltada no caminho duas vezes e a gente tem medo de trazer dinheiro de lá para comprar aqui", revelou.

Para o gerente geral do Moda Center, George Henrique, o prejuízo é maior porque muitos comerciantes não utilizam maquineta de cartão, apenas dinheiro em espécie. "Prejudica demais o comércio de Santa Cruz", afirma.

Dados

De acordo com o Sindicato dos Bancários de Pernambuco, este ano foram 185 investidas contra instituições bancárias no Estado, a mesma quantidade de todo o ano passado. Destes, 80 foram na região Agreste.

Do Estação Notícias / NE10

Nenhum comentário:

Postar um comentário