quarta-feira, 14 de novembro de 2018

Mãe usuária de drogas tenta vender filho de 23 dias de nascido para comprar crack

No final da manhã desta terça-feira (13), a equipe da CORE (Coordenação de Recursos Especiais da 14ª Desec, juntamente com membros do Conselho Tutelar, adentraram na Favela da CAGEPE, no bairro Divinópolis, para cumprir ordem judicial que determinou o afastamento de duas crianças, sendo uma de 23 dias de nascida e prematura e outra de 2 anos, do convívio de sua mãe Alexsandra Pereira Silva.

De acordo com a Equipe CORE, a ordem judicial se deu em decorrência das crianças estarem em situação de risco, por sua mãe ser viciada em crack.

Segundo informações a mãe estava tentando vender seu filho prematuro por R$ 2.000,00.

As crianças foram levadas para o abrigo municipal e acolhidas pelo Conselho Tutelar.
Do Estação Notícias / Na Mira da Notícia

Nenhum comentário:

Postar um comentário