quarta-feira, 19 de setembro de 2018

Polícia prende na Paraíba brejense acusado de ter matado passageiro no Lampião e toyoteiro em Toritama

O acusado estava escondido numa cidade próxima de Campina Grande

Na manhã desta quarta-feira (19), a equipe da 19ª Delegacia de Homicídios de Caruaru, tendo à frente o delegado Dr. Anderson Liberato, foi até a cidade de Riacho de Santo Antônio, próximo a Campina Grande no interior das Paraíba, onde cumpriu o Mandado de Prisão Preventiva, em desfavor de Ernando da Silva Santos, de 30 anos, que é natural de Brejo da Madre de Deus, onde já foi preso por ter cometido um homicídio.
O marginal é acusado de ter matado no dia 03 de fevereiro, Arnaldo Marcelino Pessoa, de 38 anos, que morava em Taquaritinga do Norte, cidadão que naquela manhã de sábado estava vindo a Caruaru para fazer compras. Ele pegou uma lotação de Taquaritinga até o distrito Pão de Açúcar, onde pegou um Toyota que vinha de Santa Cruz do Capibaribe a Caruaru. Na Vila Canaã o Ernando se passando por passageiro pediu parada, entrou na parte de trás da lotação e seguiu viagem. Quando o veículo se aproximou do distrito Cachoeira Seca, mais conhecido por Lampião, zona rural de Caruaru, o mesmo pediu para descer. Após o motorista parar o veículo, Ernando desceu da lotação com uma mochila nas costas, tirou um revólver de dentro e anunciou o assalto.

Na ação criminosa o elemento primeiro tomou os pertences do motorista, e em seguida o Arnaldo reagiu, sendo que o assaltante Ernando efetuou dois disparos atingindo o passageiro com um tiro na face. O assaltante se embrenhou no matagal, o motorista seguiu viagem na tentativa de salvar a vida do passageiro e quando chegou na entrada do Hospital Mestre Vitalino o Arnaldo já estava em óbito.
No sábado dia 12 de maio, o toyoteiro, Rosinaldo José da Silva, de 32 anos, que dirigia o Toyota que houve o fato que resultou na morte do passageiro Arnaldo Marcelino, foi assassinado dentro do seu Toyota no bairro Cohab em Toritama e a Polícia Civil acredita que ele também foi morto numa tentativa do Ernando não ser descoberto, mas a Delegacia de Toritama ainda está investigando o caso.
O Dr. Anderson Liberato, informou que foi de extrema importância o retrato-falado confeccionado pelos peritos do Instituto de Identificação Tavares Buril que foi feito com base nos relatos do motorista e das testemunhas. O delegado ainda disse que a divulgação desse retrato-falado foi fundamental para a identificação desse marginal que foi morar na Paraíba, mas mesmo assim foi descoberto graças as informações da sociedade. Ainda de acordo com informações do delegado, o elemento é tido como um sujeito de alta periculosidade e que já está guardado na Penitenciária Juiz Plácido de Souza em Caruaru, o que gera um grande sossego para a população e para a polícia.

Do Estação Notícias / Adielson Galvão

Nenhum comentário:

Postar um comentário