terça-feira, 19 de junho de 2018

Jovem brejense foi agredido e impedido de vender água mineral nas proximidades do Parque das Feiras em Toritama

Ação truculenta dos seguranças gerou revolta em toda região

A ação desequilibrada por parte de alguns seguranças na Feira do Jeans em Toritama, causou revolta em toda região do Agreste pernambucano. Na tarde do último domingo, dia 18 de junho, um adolescente morador do Bairro Trevo, em Brejo da Madre de Deus, foi impedido de vender água mineral no estacionamento do Parque das Feiras.

Os seguranças tomam a mercadoria do menor de idade e ainda por cima agiram com violência. O menor entrou em desespero e tentou fugir dos seguranças, mas foi impedido, chegando a ser lançado ao chão, vindo machucar o rosto. Após levar chutes e empurrões e ser algemado, já sangrando o menor foi retirado à força do local e foi levado junto com a mercadoria apreendida.
O jovem foi jogado ao chão para ser algemado

O episódio repercutiu negativamente em redes sociais e gerou a revolta da sociedade.
Associação dos Escoteiros Tradicionais do Brejo da Madre de Deus repudiou a ação truculenta, por parte de fiscais da cidade de Toritama-PE, e disse que o menor já foi escoteiro e sua conduta dentro da unidade sempre foi boa, e que tal ação foi desnecessária.

A prefeitura de Toritama repudiou veementemente o ocorrido e disse que a Procuradoria Municipal procedeu a abertura do Processo Administrativo Disciplinar – PAD, nos termos da Portaria 102/2018, em que o Prefeito de Toritama nomeia Comissão para apuração e deliberar sobre o ocorrido.

A nossa reportagem foi informada que a família do garoto acionou o Conselho Tutelar e prestou queixa na Delegacia de Polícia de Santa Cruz do Capibaribe.


Do Estação Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário