segunda-feira, 12 de março de 2018

Mulher foi assassinada a facadas pelo marido em Caruaru


“Foi morta com três facadas”

A semana da mulher foi fechada de uma forma trágica em Caruaru. Durante a madrugada deste domingo (11), foi assassinada dentro de casa na 3ª Travessa Rodopiano Florêncio, próximo a Academia das Cidades, no bairro São João da Escócia, Maria Nazaré da Silva, de 31 anos, que foi morta a facadas e quem deveria lhe defender foi o próprio executor dessa barbárie, Aldenir Pedro da Silva, que é conhecido por “Didí do Bode” de 47 anos, que é o esposo de Maria Nazaré, a matou e fugiu em seguida.
A irmã da vítima, Marlene da Silva, informou que a irmã viva sob cárcere privado e há alguns meses o casal começou a brigar. O marido constantemente a ameaçava de morte e chegou inclusive a espancá-la, porém, a vítima nunca o denunciou a polícia. Ainda de acordo com informações, o acusado vinha bebendo muito nos últimos meses. Ela afirmou que Aldenir Pedro trabalha matando bodes e que usou a mesma faca para matar a sua irmã, que foi atingida com três facadas, sendo uma no pescoço, uma no ombro e uma no peito. O filhinho do casal acordou e viu a mãe morta ao lado da cama e foi chamar o vizinho que acionou a polícia.
O assassino está foragido e se você sabe onde ele está ligue para (81) 9 9488-7042, ou mande mensagem de Whatsapp e terá sua identidade preservada.

Esta foi a terceira mulher assassinada este ano em Caruaru, sendo este o primeiro caso de feminicídio.

Do Estação Notícias / Adielson Galvão

Nenhum comentário:

Postar um comentário