sexta-feira, 27 de janeiro de 2017

Foi-se o homem, ficou a história!

A morte de Zé Inácio representa uma página triste da história de Brejo da Madre de Deus, e neste momento venho me solidarizar com a dor da família e com a perda irreparável para nossa cidade.

Foi-se o homem, ficou a história. Uma história que dignificou a politica brasileira, especialmente a de Pernambuco. Seus feitos e conquistas ficarão para sempre na memória do seu povo.

Nenhum outro nome político levou o nome de Brejo da Madre de Deus tão longe, atraindo a atenção para nossas belezas naturais e para o calor humano do nosso povo.

Zé Inácio sai da vida e entra para a história.

RUBINHO NUNES

Nenhum comentário:

Postar um comentário