sábado, 10 de dezembro de 2016

Primeira visita de Temer ao Nordeste tem queixa de prefeitos. Hilário Paulo, prefeito eleito do Brejo da Madre de Deus ficou entre os ‘barrados’ no evento presidencial

Governo anunciou mais de R$ 50 milhões para obras hídricas no estado

Alguns prefeitos e lideranças da região Agreste de Pernambuco saíram insatisfeitos do primeiro evento do presidente Michel Temer (PMDB), no estado. O fato que aconteceu, nesta sexta-feira (09), no município de Surubim.
Prefeitos e vereadores foram barrados e não acompanharam o anúncio do investimento na ordem de R$ 53 milhões, do Governo Federal, destinadas á obras hídricas, entre elas a reforma da barragem de Jucazinho, em Surubim.

O caso inusitado foi destaque nacional, em matéria na Folha de São Paulo.

O prefeito eleito de Brejo da Madre de Deus, Hilário Paulo (PSD), foi um dos que não conseguiu acompanhar o ato, sendo barrado por policiais e bombeiros que limitaram o acesso.
“Fui convidado à noite, mas não colocaram meu nome na lista. Já participei de eventos com Lula e Dilma onde a identificação ao cerimonial era o suficiente para entrar”, declarou ao jornal paulista.
De acordo com Hilário, o convite recebido foi do Ministro das Cidades, Bruno Araújo (PSDB).

Recurso – Dentre os R$ 53 milhões em investimentos, o presidente Michel Temer anunciou a liberação de recursos para as obras de transposição do Rio São Francisco, bem como para reparos na barragem de Jucazinho. Serão R$ 12 milhões, de forma emergencial, para barragem localizada em Surubim, que já abasteceu várias cidades da região Agreste.

Do Estação Notícias Fonte: Folha de SP

Nenhum comentário:

Postar um comentário