quarta-feira, 24 de agosto de 2016

Roberto Asfora e mais três candidatos a vereador (a) tiveram pedidos de impugnação protocolados na Justiça Eleitoral

O pedido de impugnação do candidato a prefeito foi feito pela Coligação Todos Construindo o Futuro e pelo Ministério Público

O candidato a prefeito Roberto Asfora (PSDB) teve dois pedidos de impugnação de sua candidatura protocolados no Cartório Eleitoral do Brejo da Madre de Deus.

O primeiro pedido de impugnação foi feito pela “Coligação Todos Juntos Construindo o Futuro”, onde argumentou que Roberto Asfora foi condenado por ato de improbidade administrativa, crime contra a fé pública e teve as contas do exercício de 2007 rejeitadas pela Câmara Municipal de Vereadores e por isso não pode concorrer ao cargo.

O Ministério Público (MP) também pediu a impugnação do tucano. O MP argumenta que o candidato foi condenado e teve seus direitos políticos suspensos, em decisão proferida pela Justiça Federal de Pernambuco, por falsidade ideológica, crime contra a fé pública, cuja condenação foi confirmada pelo Tribunal Regional Federal 5ª Região.

A Coligação “Por Um Brejo Forte e Unido” pediu a impugnação do candidato a vereado Jaime Mota (PRTB), alegando que o mesmo consta no quadro executor de obras da prefeitura do Brejo da Madre de Deus, e está em plena execução de obras de calçamento.

A mesma coligação também pediu a impugnação das candidaturas das candidatas ao cargo de vereadora, Eliane dos Santos Barros (PDT) e Maria Gorete de Lima Silva (PRP), ambas são funcionárias públicas, e segundo o pedido, elas não teriam se afastado de suas funções no prazo estipulado pela Justiça Eleitoral.

Os candidatos Jaime Mota e Eliane Barros já foram notificados pela Justiça Eleitoral. Gorete e Roberto Asfora devem ser notificados nesta quinta-feira (25).

A partir da notificação os candidatos terão o prazo de cinco dias para apresentarem suas defesas. O Juiz Eleitoral do Brejo da Madre de Deus, Elias Soares da Silva, terá até o dia 12 de setembro para decidir se aceita ou não os pedidos de impugnação.

Do Estação Notícias 

Nenhum comentário:

Postar um comentário