terça-feira, 23 de agosto de 2016

Brejense expressa sentimento de revolta com acidente envolvendo Toyota Jipão e por não ter a opção de escolha entre Toyota ou ônibus

"Tenho receio, poderia ter acontecido com alguém da minha família", refletiu Max

Inconformado e ainda transtornado com o trágico acidente ocorrido na semana passada, mais precisamente na terça-feira (16), na PE-145 em Brejo da Madre de Deus, que envolveu um Toyota Jipão que fazia lotação e um caminhão deixando o saldo de uma pessoa morta e outras cinco pessoas gravemente feridas, o cidadão Max Souza fez um desabafo sobre o ocorrido e também pelo fato dos cidadãos brejenses não terem mais a opção de escolha de viajarem de Toyota Jipão ou de ônibus.

Confira:

“Estou muito triste devido o ultimo acidente acontecido neste município envolvendo o único meio de transporte publico alternativo intermunicipal da nossa cidade, que mais uma vez, fez vitima cidadãos que por não terem o direito de escolha para se locomoverem, ou seja, toyota bandeirante ou ônibus, entra na lista de vitimas de uma categoria que não consegue se associar para se organizar, punir, qualificar, onde o município faz de conta que este transporte e os demais não devem ser cobrado de varias exigências garantidas por lei, cobrada no mínimo pelo município vizinho (Caruaru). É duro ouvir que não podemos ter o direito de escolha de locomoção por motivos econômicos. Ora, pensei que um dia a democracia serviria para isso, dar o direito de ir e vir com livre escolha, garantida na Constituição Federal 1988. E por motivo econômico vivemos num pais capitalista onde sobrevive no comercio quem se classifica para transparecer o melhor serviço possível, atraindo assim os seus clientes e não obrigando a consumir algo por falta de escolha”, disse Max Souza.

Do Estação Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário