segunda-feira, 9 de março de 2015

Preços disparam na Ceaca por causa do aumento de fretes e combustíveis

Devido a forte estiagem e aumento de fretes e combustíveis, os preços dos produtos comercializados na Central de Abastecimento de Caruaru (Ceaca), no Agreste de Pernambuco, dispararam neste mês de março. A batatinha passou de 70 para 120 reais a saca com 50 quilos, o preço do tomate pulou de 30 para 60 reais a caixa e cebola passou de 30 para 50 a saca de 20 quilos.

O comerciante, Carlos Eduardo, confirma os motivos da elevação dos preços e diz que a redução só deve ocorrer em maio. “Por conta da escassez de chuva, a mercadoria está vindo cada dia mais longe e quanto a isso o frete mais caro, a mercadoria está ficando mais cara, a venda caiu bastante e a expectativa é que comece a melhorar os preços no inicio da nossa chuva no final de maio”, diz.

Segundo o também comerciante, Antônio Aires, com a alta dos preços o consumo diminuiu e os clientes reclamam constantemente os preços excessivos. A Ceaca, criada em 1990, abastece feiras livres, restaurantes e supermercados da Capital do Agreste e Região.


Do Estação Notícias Fonte: Central de Jornalismo Liberdade

Nenhum comentário:

Postar um comentário